O que é o armazenamento na nuvem?

COMPARTILHAR
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

 

O armazenamento na nuvem é um modelo de computação em nuvem que armazena dados na Internet por meio de um provedor de computação na nuvem, que gerencia e opera o armazenamento físico de dados como serviço. O serviço é fornecido sob demanda, com capacidade e custos just-in-time, e elimina a compra e o gerenciamento de sua própria infraestrutura de armazenamento físico de dados. Assim, você obtém agilidade, escala global e resiliência, com acesso aos dados “a qualquer momento, em qualquer lugar”.

Como o armazenamento na nuvem funciona?
O armazenamento na nuvem é adquirido de um fornecedor externo de nuvem, que tem e opera capacidade de armazenamento físico de dados e entrega essa capacidade pela Internet com um modelo de pagamento conforme o uso. Esses fornecedores de armazenamento na nuvem gerenciam a capacidade, a segurança e a resiliência para disponibilizar dados aos aplicativos em todo o mundo.

Os aplicativos acessam o armazenamento na nuvem por meio de protocolos de armazenamento tradicionais ou diretamente usando uma API. Muitos fornecedores oferecem serviços complementares criados para ajudar a coletar, gerenciar, proteger e analisar dados em escala massiva.

Benefícios do armazenamento na nuvem

O armazenamento de dados na nuvem permite que os departamentos de TI transformem três áreas:

• Custo total de propriedade (TCO)
Com o armazenamento na nuvem, não é necessário adquirir hardware, provisionar armazenamento ou usar capital para futuros cenários. Você pode adicionar ou remover capacidade sob demanda, alterar rapidamente características de desempenho e retenção, além de pagar apenas pelo armazenamento que de fato for utilizado. Os dados acessados com menor frequência podem ainda ser transferidos automaticamente para camadas de custo mais baixo de acordo com regras auditáveis, gerando economias de escala.

• Tempo de implantação

Quando as equipes de desenvolvimento estiverem prontas para executar os aplicativos, a infraestrutura não deverá nunca ser um obstáculo. O armazenamento em nuvem permite que o departamento de TI disponibilize rapidamente o volume exato de armazenamento necessário, no momento em que for preciso. Isso permite que o departamento de TI concentre-se na resolução de problemas complexos relacionados a aplicações, em vez de precisar gerenciar sistemas de armazenamento.

• Gerenciamento de informações.

A centralização do armazenamento na nuvem cria uma enorme vantagem para novos casos de uso. Ao usar as políticas de gerenciamento do ciclo de vida do armazenamento em nuvem, você poderá executar tarefas importantes de gerenciamento de informações, que incluem a estratificação automática ou o bloqueio de dados para sustentar requisitos de conformidade.

• Requisitos do armazenamento em nuvem

Garantir que os dados mais importantes da sua empresa estejam seguros e disponíveis quando necessário é essencial. Existem diversos requisitos fundamentais que devem ser avaliados ao considerar o armazenamento de dados na nuvem.

 

Durabilidade. Os dados devem ser armazenados de modo redundante, de preferência em várias instalações e em múltiplos dispositivos de cada instalação. Desastres naturais, erro humano ou falhas mecânicas não devem resultar na perda de dados.

 

 

Disponibilidade. Todos os dados devem ser disponibilizados quando necessário, mas existe uma diferença entre dados e arquivos de produção. O armazenamento na nuvem ideal disponibilizará o equilíbrio certo entre os tempos de recuperação e o custo.

 

 

Segurança. Todos os dados são preferencialmente criptografados, tanto os inativos como os em trânsito. Permissões e controles de acesso devem funcionar em nuvem tão bem quanto no armazenamento local.

 

 

Tipos de armazenamento em nuvem
Há três tipos de armazenamento físico de dados na nuvem: armazenamento de objetos, de arquivos e de blocos. Cada tipo oferece vantagens distintas e tem seus próprios casos de uso:

  1. Armazenamento de objetos – Geralmente, os aplicativos desenvolvidos na nuvem se beneficiam com a grande escalabilidade e as características dos metadados do armazenamento de objetos. As soluções de armazenamento de objetos, como o Amazon Simple Storage Service (S3), são ideais para criar do zero aplicativos modernos que exigem escalabilidade e flexibilidade, bem como para importar datastores existentes para análises, backup ou arquivamento.
  2. Armazenamento de arquivos – Alguns aplicativos precisam acessar arquivos compartilhados e exigem um sistema de arquivos. Geralmente, esse tipo de armazenamento é compatível com um servidor de Network Attached Storage (NAS – Armazenamento anexado à rede). Soluções de armazenamento de arquivos, como o Amazon Elastic File System (EFS), são ideais para casos de uso como grandes repositórios de conteúdo, ambientes de desenvolvimento, armazenamentos de mídia ou diretórios iniciais do usuário.
  3. Armazenamento em blocos – Outros aplicativos empresariais, como bancos de dados ou sistemas de ERP, precisam normalmente de armazenamento dedicado e baixa latência em cada host. Esse tipo de armazenamento é análogo ao armazenamento anexado diretamente (DAS) ou a uma rede de área de armazenamento (SAN). As soluções de armazenamento em nuvem baseado em blocos, são provisionadas com cada servidor virtual e oferecem a latência ultra baixa exigida para cargas de trabalho.

Fonte: Amazon

ARMAZENAMENTO EM NUVEM É A SOLUÇÃO PARA VOCÊ? Fale conosco e saiba mais.

VIABILIZAR O TALENTO E A CRIATIVIDADE: É PARA ISSO QUE A DRIVESYS EXISTE!

.

 

 

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro de como se destacar no mercado audiovisual.