Adobe Premiere export usando máquina em Cloud

COMPARTILHAR
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Introdução

O processo de edição offline permite que baixe rapidamente os proxies, edite localmente sem baixar a mídia raw que está em nuvem, e usando máquinas com pouco processamento.

Mas para finalizar o filme ou comercial, uma das opções seria:

A ilha de edição faz o download (ou mantem cópias sincronizadas) do em conteúdo em alta que está em nuvem, e faz o relink no timeline editado em proxy, exporta e faz o upload do render final para distribuição.

No entanto, esta opção apesar de muito funcional implica em algumas questões e dependências que impactam no tempo de entrega, segurança e custo:

  • Tempo de download da mídia em alta;
  • Tempo de upload do export final para distribuição ou arquivamento;
  • Investimento em compra de workstation com alto poder de processamento (CPU e GPU);
  • Pouca flexibilidade: o render final terá que ser feito a partir de um único local(produtora, home office etc);
  • Difícil escalabilidade: aumentar o processamento implica em nova aquisição, o que é especialmente impactante em demandas pontuais;
  • Segurança: uma vez feito o download da mídia em alta para fora da estrutura da produtora, o controle do conteúdo e confidencialidade ficam comprometidos;
  • Disponibilidade: estando a ilha de finalização em um local fixo, a disponibilidade para uso ficará dependente dos recursos locais como internet e energia.

 

Usando Premiere em nuvem

Uma alternativa para ajudar nas questões acima é “transferir” a ilha que fará o export para a nuvem, e com isso:

  • Reduzir drasticamente o tempo de transferência;
  • Não depender da internet e energia local;
  • Escolha do poder de processamento, CPU, RAM e GPU, e pagar por hora de uso;
  • Controle de permissões de acesso.

Neste vídeo curto, mostramos esta simples ideia de fluxo de trabalho no qual:

  • A edição já foi feita em proxy, o projeto e as altas estão em cloud;
  • Escolhemos e conectamos à uma máquina virtual de acordo com a necessidade(CPU, RAM e GPU) naquele momento;
  • Usando o painel do MAM iconik no Adobe Premiere, selecionamos o projeto e com poucos cliques fazemos o export do timeline;
  • Automaticamente o render final estará disponível no portal do MAM para download, bem como seu proxy disponível para preview e aprovação via navegador.
Play Video

Não existe uma fórmula única que atenda todos cenários, cada caso requere um estudo do fluxo de trabalho e custos, que pode fazer uso total ou parcial de tecnologias como as utilizadas neste vídeo, bem como integração com várias outras soluções

Links com informações relacionadas

https://www.drivesys.com.br/producao-em-nuvem/

Entre em contato aqui e vamos conversar sobre seus desafios da produção audiovisual!!

VIABILIZAR O TALENTO E A CRIATIVIDADE: É PARA ISSO QUE A DRIVESYS EXISTE!