7 dicas para comprar um storage.

COMPARTILHAR
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Milhares de gigabytes de arquivos de mídia digital, de filmes a áudio, a programas de TV.  Essa é a realidade básica de produtoras e emissoras.
Se essa é sua realidade e precisa de um bom sistema de armazenamento de dados, esse post é para você!

Com tantas opções de servidores para armazenamento de dados disponíveis no mercado, não é simples escolher uma solução sem errar durante o processo de compra.
Após entender quais são os requisitos de desempenho e capacidade que a demanda interna exige, é hora de pesquisar os possíveis fornecedores. Projetos fora da realidade, profissionais despreparados e infraestrutura deficiente são apenas alguns pontos que precisam ser analisados antes de decidir qual será o storage para sua produtora/emissora.

Conhecer os erros mais comuns antes da compra de um sistema de armazenamento pode salvar sua reputação, de sua equipe e da organização onde você trabalha.

Então pensamos em boas dicas para te ajudar a compra de seu storage.

FIQUE ATENTO!  

1)    Comprar pelo Menor Preço
A concorrência é importante para balizar o preço dos produtos em qualquer mercado, mas não saber o que comparar pode causar muitos problemas quando se trata da compra de um storage.
Isso porque, na maioria das vezes sistemas de armazenamento mais baratos podem esconder custos adicionais ocultos, carecer de funcionalidades, precisar de maior gerenciamento ou exigir custos extras com pessoal especializado. Esse conselho também é válido para soluções de marcas conhecidas, onde é comum os fabricantes entregarem equipamentos com componentes proprietários como hard disks, exigirem a compra de licenças adicionais de software ou serviços para manter o sistema funcionando.

2)    Escolha do Fornecedor
Fuja de fornecedores que não conhecem bem o que vendem. A venda de storages através de grandes varejistas e portais de compra é a uma alternativa muito arriscada para adquirir um equipamento dessa importância. Como o sistema de armazenamento, os sistemas operacionais, aplicativos e demais componentes de hardware receberão atualizações de software durante sua vida útil, por isso comprar um storage em grandes ecommerces ou sites desconhecidos que não oferecem suporte podem causar dores de cabeças futuras.

3)    Comprar pela marca
Grandes fabricantes entregam soluções que nem sempre são as melhores ou mais completas. A solução para cada demanda interna deve ser analisada e personalizada para o seu projeto e só a empresa com expertise de mercado pode te indicar.
Como o serviço de pós-venda de grandes fabricantes é terceirizada, um serviço de suporte técnico qualificado quase inexiste no atendimento de nível 1.
Uma boa dica é entender qual o tempo real de resposta em caso de problemas pois sistemas de armazenamento, por menores que sejam, não podem parar.

4)    Cuidado com custos adicionais
Fique atento com os custos ocultos, eles estão por toda parte. Certifique-se de fazer TODAS as perguntas quando avaliar as opções. Perguntas sobre possíveis expansões, custos para atualizar os contratos de serviços e licenças de software devem totalmente esclarecidas, pois elas impactarão no custo total de propriedade.
Outras questões relevantes são custos de atualização para futuras demandas, tanto de capacidade como de desempenho, sobre serviços de instalação e a cobertura de peças pela garantia também devem ser esclarecidas.
Lembre-se ainda de verificar o custo da renovação do suporte após término da garantia, bem como os custos de atualização dos software para aplicações já instaladas.

5)    Superdimensionamento da performance ou capacidade
Alguns fornecedores de sistemas de armazenamento possuem equipamentos baseados em memória (SSD, NAND, mSATA, etc.) que são mais rápidos e mais caros que os baseados em discos. Porém, além do hardware, a performance de um storage também está relacionada com a aplicação a ser executada e o número de acessos simultâneos.

DICA: vale a pena quantificar a quantidade de IOPS que as aplicações necessitam para o correto dimensionamento da solução.
A tecnologia dos sistemas baseados em soluções híbridas com SATA/SSD ou SATA/mSATA estão melhorando muito e são infinitamente mais baratas que flash storages. Além disso, com recursos como tiering e cache é possível obter-se mais performance e economizar muito dinheiro.

6)    Redundância e recuperação de dados
Todos equipamentos falham, mesmo os mais caros. Discos e memórias são componentes que sofrem desgaste com o passar do tempo e podem parar sem avisar.
Uma estratégia inteligente de manter as informações sempre disponíveis é estabelecer um plano de contingência com sistemas de backup, replicação de dados ou clusterização de hardware e testá-lo regularmente. Quanto menor a intervenção humana e mais automático o processo, menor a probabilidade de erros.

7)    Storage Customizado 
Como cada demanda por armazenamento possui suas próprias particularidades e a idéia desse artigo é de facilitar a escolha de um fornecedor para que seu novo data storage não seja mais um problema.

Pensando em atender uma crescente demanda do mercado, desenvolvemos o Rockit®, um servidor com alta capacidade de armazenamento e desempenho.

Traga seu projeto, estamos prontos para te ajudar!

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro de como se destacar no mercado audiovisual.